Cartão de Crédito: Vilão ou Solução?


Como todos já sabem, o Cartão de Crédito é uma forma de pagamento eletrônico, um cartão de plástico que pode conter ou não um chip. Este cartão possui superpoderes. Tais poderes podem ser bem mais fortes que os nossos. O cartão pode te dominar tanto positiva quanto negativamente.
Hoje, podemos adquirir um cartão de crédito através de instituições financeiras, lojas de departamento (como exemplo, o Cartão Renner), etc. Não é preciso ter conta corrente para ter um cartão. O cartão contém um crédito para o usuário, cujo montante é de acordo com a renda do solicitante. Não existe uma receita de bolo para a liberação deste crédito, cada instituição possui a sua sistemática (não iremos aprofundar neste mérito por não ser o foco).
Assim, o valor da compra não pode ultrapassar os limites pré-estabelecidos, sendo que, caso se compre parcelado, as parcelas a vencer também comprometem o limite do cartão. Ex.: caso uma compra de um produto seja de R$1.000,00 dividido de 5x com parcelas de R$200,00 e o limite do cartão é de R$2.000,00, neste caso, você ainda teria disponível R$1.000,00 (que é o valor limite do cartão – o valor total da compra) e não R$1.800,00 (que é o valor limite do cartão – o valor da parcela). No próximo mês, o seu saldo passará para R$1.200,00 (que é R$1.000,00 do saldo anterior + R$200,00 da 1ª parcela que foi quitada).
Vamos a alguns importantes pontos sobre o Cartão de Crédito:

  • Flexibilidade no pagamento
    1. Você pode fazer uma compra hoje e pagar daqui a 30 dias
    2. Esta forma é interessante para quem tem disciplina financeira, já que não quitar a fatura do mês em sua totalidade gera um grande problema financeiro, os juros do cartão de crédito são os mais abusivos do Brasil.

Veja esse simples exemplo:
– O limite do cartão de crédito é de R$1.000,00.
– Limite utilizado no mês foi, em sua totalidade, R$1.000,00.
– Foi pago no mês somente R$500,00.
Assim:
Fatura aberta: R$500,00
Juro de crédito rotativo: 15,12%am, gerando um valor de R$75,60 (R$500,00*15,12%)
Juro por atraso: 2%, gerando um valor de R$10,00 (R$500,00*2%)
Juro de mora: 1%, gerando um valor de R$5,00 (R$500,00*1%)
Fatura do próximo mês: R$590,60
Caso ainda não pague esta fatura no próximo mês será juros sobre juros, ocasionando uma bola de neve sem fim.

  • Parcelamento
  1. Este ponto é muito útil para quem quer e/ou precisa realizar uma compra de alto valor, que facilita muito na questão do controle financeiro, já que, assim, não é retirado uma alta quantia da conta corrente ou de algum investimento.
  2. Dependendo da instituição ou da quantidade de parcelas é cobrado juros desta compra, o que aumenta o valor de compra. Esse acréscimo de juros acontece pelo fato dos estabelecimentos repassarem o custo das taxas da operadora da maquininha de cartão, que podem variar de 1,2% a 2,9% am.

Com isso, é vital conferir o valor na hora da compra. Ocorre que, no ato da compra (seja nos estabelecimentos ou nos sites), recebemos a promessa de parcelamento sem juros que nem sempre são respeitados. Caso identifique cobrança errônea de juros, deve-se entrar em contato com a empresa na qual a compra foi realizada e solicitar a correção dos valores. Geralmente, a empresa estorna o valor e, posteriormente, é feito o lançamento de uma nova compra, com o valor correto.
Disponibilidade de Crédito

  1. O Cartão de crédito é a modalidade de empréstimo mais fácil de adquirir do mercado, ou seja, junto com o cartão vem uma quantia disponível para ser utilizada da melhor maneira. Isso é muito positivo desde que esse crédito seja usado de maneira consciente.
  2. É extremamente importante entender que este crédito não é uma extensão do seu salário. Como já citado neste artigo, quando utilizamos este valor, devemos pagar por isso e reforço que a quantia utilizada no cartão seja paga em sua totalidade. Não sendo paga, vimos que existe uma cobrança muito alta de juros. O Cartão de Crédito possui a taxa mais cara do mercado de crédito brasileiro.
  • Uso internacional
    1. A maioria dos cartões são internacionais, ou seja, você pode ir para qualquer país do mundo sem precisar de solicitar algum cartão adicional. Sendo assim, você consegue sacar dinheiro local, alugar serviços, restaurantes e etc.
  • Benefícios
    1. Com a concorrência, a maioria das bandeiras de cartão de crédito oferecem benefícios como prêmios, descontos, bônus e milhas.

Neste artigo quis mostrar as vantagens e desvantagens de um cartão de crédito. Espero que todos tenham em mente que o crédito que consta no cartão não é uma extensão do seu rendimento e que a instituição que te forneceu este cartão te cobra muito caro em caso de inadimplência.
Como base de informação, até o final do ano de 2016, o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) cita em sua análise que existem 58,3 milhões de brasileiros inadimplentes em relação ao Cartão de Crédito. Esse número representa 39% da população adulta.
Vamos a algumas dicas:

  • Utilizem o Cartão de Crédito somente se necessário, utilizando esta quantia emprestada para imprevistos e emergências.
  • Deixe as compras desnecessárias (Supérfluos) para pagamento à vista, desde que tenha o dinheiro disponível em sua conta corrente.

Em abril deste ano, houve uma mudança nas regras de pagamento de dívidas do cartão de crédito, detalharei em outra oportunidade.
O importante é todos entenderem o risco que representa o cartão de crédito para o planejamento financeiro pessoal e familiar.
Lembrem-se: Dinheiro é sempre a solução e não o problema, porém, quem define a responsabilidade do dinheiro em nossas vidas somos nós mesmos.
Você quer voar mais alto?
 

Compartilhe este post